Stock Car: Em Goiânia, recordes, chegada espetacular e novo líder no campeonato

Ricardo Maurício venceu por um piscar de olhos a corrida #500 da Chevrolet e Gabriel Casagrande assumiu a ponta da classificação

A nona etapa da Stock Car Pro Series teve pelo menos dois grandes nomes: Ricardo Maurício, primeiro a vencer as duas provas de uma etapa desde a estreia deste formato, em 2014, e Gabriel Casagrande, que assumiu a ponta da tabela pela primeira vez em sua carreira na categoria.

Vale destacar também Thiago Camilo, que perdeu a vitória para Maurício por apenas 0s010 (dez milésimos), o equivalente a apenas 50 centímetros de pista (isso depois de terem competido durante 75 km de prova). Foi a chegada mais apertada da história da Stock Car (veja foto).

Reprodução de imagem de TV mostra chegada apertada da Stock Car em Goiânia
Reprodução de imagem de TV mostra chegada apertada da Stock Car em Goiânia

Ricardo Maurício cravou outro recorde: é o único piloto da temporada com 100% de aproveitamento em uma etapa.

Com seu Chevrolet Cruze, o atual campeão cravou a pole (conquistando dois pontos), venceu a Corrida 01 (30 pontos) e também a prova complementar (24), totalizando 56 pontos.

Até então, o maior pontuador vinha sendo Rubens Barrichello, com 92% (52 pontos) na quarta etapa, Velocitta.

Brigas paralelas

Na primeira prova, Ricardinho largou da pole e manteve um ritmo superior até o final, vencendo depois de disputas com Allam Khodair (Cruze) e Ricardo Zonta (Toyota Corolla), que completaram o pódio nessa ordem.

Paralelamente, o líder do campeonato Daniel Serra e o vice Gabriel Casagrande travavam uma disputa particular pela ponta da tabela, mas ambos com muita dificuldade.

Casagrande chegou em 14º, um resultado modesto, mas Serra ficou ainda mais atrás: terminou em 18º, o que fez a diferença entre eles cair de seis para dois pontos a favor do tricampeão.

Todos sabiam que na segunda corrida a dupla deveria decidir quem sairia de Goiânia na frente da classificação. E foi o que aconteceu.

Enquanto Casagrande escalou do 14º lugar para o terceiro, Serra levou uma batida nas primeiras voltas e abandonou uma corrida pela primeira vez na temporada.

Com isso, o campeonato passou a ter em Casagrande o novo líder, com 16 de vantagem sobre o Daniel Serra.

O novo líder da Stock Car, Gabriel Casagrande acelera em Goiânia
O novo líder da Stock Car, Gabriel Casagrande | Duda Bairros / Stock Car

Margem intangível

Ricardo Maurício venceu a segunda prova em uma chegada no mínimo espetacular, com ele e Thiago Camilo ultrapassando o então líder Gabriel Casagrande já na reta de chegada – e ambos decidindo a vitória pela intangível margem equivalente a um décimo do tempo necessário para uma piscada de olhos.

A vitória da segunda prova do dia foi especialmente festiva para a Stock Car: ela marcou a corrida número 500 da Chevrolet, marca fundadora da categoria que permanece como a maior vencedora da principal categoria do Brasil.

Os resultados do final de semana recolocaram Ricardo Maurício na briga direta pelo título.

Com uma vitória na etapa de sábado e as duas deste domingo (cada etapa tem duas largadas), ele subiu do décimo para o quarto lugar, passando a somar 231 pontos.

Rubens Barrichello é o terceiro colocado, com três pontos a mais.

A Stock Car Pro Series prevê para este ano mais três etapas, ou seja, seis largadas, com um total de 168 pontos em jogo – deixando a disputa pelo título totalmente em aberto.

O próximo compromisso será no dia 24 de outubro, no Velocittá, valendo pela 10ª etapa.

Corrida 1, 9ª etapa
1º – Ricardo Maurício (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze) – 34 voltas
2º – Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) – a 3s970
3º – Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla) – a 5s193
4º – Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) – a 10s005
5º – Rubens Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla) – 10s844
6º – Matías Rossi (Full Time Sports/Toyota Corolla) – a 11s450
7º – Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) – a 12s431
8º – Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) – a 13s636
9º – Diego Nunes (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) – a 16s504
10º – Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) – a 17s702
11º – Galid Osman (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) – a 19s893
12º – Guga Lima (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze) – a 22s338
13º – Lucas Foresti (KTF Sports/Chevrolet Cruze) – a 22s692
14º – Gabriel Casagrande (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze) – a 33s333
15º – Sergio Jimenez (Scuderia CJ/Toyota Corolla) – a 33s783
16º – Gaetano di Mauro (KTF Racing/Chevrolet Cruze) – a 43s334
17º – Cacá Bueno (Crown Racing/Chevrolet Cruze) – a 43s620
18º – Daniel Serra (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze) – a 47s703
19º – Pedro Cardoso (KTF Racing/Chevrolet Cruze) – a 58s274
20º – Guilherme Salas (KTF Sports/Chevrolet Cruze) – a 1 volta
21º – Tony Kanaan (Full Time Bassani/Toyota Corolla) – a 1 volta
22º – Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Toyota Corolla) – a 1 volta
23º – Átila Abreu (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) – a 1 volta
24º – Julio Campos (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze) – a 1 volta
25º – Tuca Antoniazi (Hot Car/Chevrolet Cruze) – a 1 voltas
26º – Felipe Massa (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze) – a 2 voltas
27º – Felipe Lapenna (Hot Car/Chevrolet Cruze) – a 8 volta

Não completaram
Beto Monteiro (Crown Racing/Chevrolet Cruze)
Bruno Baptista (RCM Motorsport/Toyota Corolla)

Corrida 2, 9ª etapa
1º – Ricardo Maurício (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze) – 28 voltas
2º – Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) – a 0s010
3º – Gabriel Casagrande (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze) – a 0s510
4º – Julio Campos (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze) – a 1s749
5º – Átila Abreu (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) – a 3s102
6º – Diego Nunes (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) – a 4s539
7º – Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla) – a 4s747
8º – Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze) – a 5s924
9º – Cacá Bueno (Crown Racing/Chevrolet Cruze) – a 6s130
10º – Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Toyota Corolla) – a 6s360
11º – Galid Osman (Shell V-Power/Chevrolet Cruze) – a 6s466
12º – Matías Rossi (Full Time Sports/Toyota Corolla) – a 6s785
13º – Guga Lima (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze) – a 8s505
14º – Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla) – a 9s360
15º – Rubens Barrichello (Full Time Sports/Toyota Corolla) – a 10s246
16º – Gaetano di Mauro (KTF Racing/Chevrolet Cruze) – a 11s142
17º – Lucas Foresti (KTF Sports/Chevrolet Cruze) – a 11s956
18º – Pedro Cardoso (KTF Racing/Chevrolet Cruze) – a 15s809
19º – Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze) – a 36s007
20º – Felipe Massa (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze) – 5 voltas

Não completaram
Sergio Jimenez (Scuderia CJ/Toyota Corolla)
Guilherme Salas (KTF Sports/Chevrolet Cruze)
Beto Monteiro (Crown Racing/Chevrolet Cruze)
Daniel Serra (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze)
Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze)
Tony Kanaan (Full Time Bassani/Toyota Corolla)
Felipe Lapenna (Hot Car/Chevrolet Cruze)
Bruno Baptista (RCM Motorsport/Toyota Corolla)

Desclassificado
Tuca Antoniazi (Hot Car/Chevrolet Cruze)

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui