HomeCategorias NacionaisPara ficar mais competitiva, Stock Series passa por mudanças em 2023

Para ficar mais competitiva, Stock Series passa por mudanças em 2023

Mudanças incluem a implementação de teto de gastos, um novo formato de fim de semana e R$700 mil de premiação ao campeão

PUBLICIDADE

A Stock Series passa por transformações para ficar mais atraente e competitiva. A categoria de acesso da Stock Car passará a ter três corridas por fim de semana, teto de gastos nas equipes e isenção na taxa de inscrição, entre outras mudanças. A primeira etapa será em Interlagos com provas em 22 e 23 de abril.

O pacote de alterações visa trazer mais jovens competidores a categoria após um 2022 com queda significativa de participantes. Em 2021, ainda com o nome Stock Light, a categoria teve 11 pilotos competindo ao longo da temporada. No ano passado foram apenas seis pilotos correram em todo o ciclo em um grid de sete pilotos, já que Celso Neto deixou o campeonato após a terceira etapa para correr na TC America e Vinicius Papareli entrou no quinto fim de semana da categoria.

A principal mudança será no formato de fim de semana com três provas ao invés de duas dividida em seis etapas. Em 2022 foram 16 corridas em oito etapas. A primeira prova será no sábado e terá 25 minutos com o grid sendo definido pela segunda melhor volta dos pilotos no classificatório.

As outras duas provas serão no domingo, respectivamente, com 20 e 25 minutos de duração. As posições na largada serão definidas pela melhor volta no qualificatório para a prova 2. Na corrida final haverá grid invertido para os oito melhores colocados na prova anterior em um modelo semelhante ao que já é realizado na Stock Car.

Outra alteração no formato de fim de semana é a implementação de um treino livre apenas para os rookies. Os novatos terão 25min treinando na pista na segunda atividade da programação da sexta-feira. Todos os pilotos farão dois treinos livres com o mesmo tempo, o primeiro na sexta e o segundo abrindo as atividades no sábado. O classificatório terá 10min de duração.

A Stock Series também passará a contar com um teto de gastos por equipe igual ao implementado na Fórmula 1. Cada equipe terá R$750 mil a serem usados durante toda a temporada. Segundo a categoria, a medida visa ter uma competição mais equilibrada entre os participantes e evitar uma escalada de custos.

A premiação também sofrerá mudanças para poder atrair os pilotos e tornar a competição mais valorizada. Serão R$700 mil reais de prêmio ao campeão da temporada. Além disso, a Vicar, organizadora da competição, passa a subsidiar integralmente a taxa de inscrição dos participantes. A possibilidade dos pilotos competirem em duplas está mantida.

Os pneus também sofrerão mudanças com a Hankook sendo a nova distribuidora oficial da categoria, da Stock Car e da F4 Brasil. Na Stock Series, cada equipe terá 48 pneus para serem usados no ano.

Categoria sofrerá mudanças em 2023 para tornar mais atraente e competitiva para jovens pilotos | Vinícius Branca/Stock Car
Vitor Baptista foi o campeão da Stock Series 2022 na etapa final em Interlagos | Vinicius Branca/Stock Car

Além de atrair novos talentos, a Stock Series quer seguir sendo um importante porta de entrada para revelações do automobilismo nacional. A Stock Car atualmente tem 13 pilotos que já correram na Series, entre eles Daniel Serra, Cacá Bueno, Felipe Fraga, Gabriel Casagrande, Thiago Camilo e Felipe Baptista, que é irmão do campeão da temporada 2022, Vitor Baptista.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia mais