O levantar de Lewis Hamilton

O heptacampeão teve uma recuperação espetacular em São Paulo, vencendo um fim de semana desafiador e emocionando os brasileiros...

Em Interlagos, Hamilton foi para o fim do grid por causa da asa de sua Mercedes, mas ainda assim, se levantou. A frase Still I Rise, que intitula um poema de Maya Angelou, é marca registrada do heptacampeão. Vejo que ela pode ser aplicada para explicar os desafios enfrentados no Brasil.

Por precisar trocar a parte de combustão do motor híbrido, o inglês já iria perder cinco posições no grid de largada. Ou seja, mesmo que terminasse em primeiro após a Sprint Qualifying, iria largar em sexto. Ele largou em último, e foi impressionante ver seu desempenho na corrida curta do sábado, indo de último para quinto em apenas 24 voltas.

Esse já foi um desempenho digno de aplausos. Contudo, ao longo do ano, o heptacampeão foi muito vaiado. Sem dúvida, os ânimos dos torcedores estão mais aflorados por causa da disputa acirrada dele e de Verstappen pelo título. No entanto, a torcida brasileira o fez sorrir durante o race weekend. Hamilton sentiu o apoio vindo das arquibancadas e não duvido que correr no país de seu ídolo, Ayrton Senna, tenha lhe trazido uma motivação ainda maior. 

Sua missão era conseguir o melhor resultado possível, largando do décimo lugar no domingo. Dando sequência ao grande desempenho do dia anterior, o piloto da Mercedes estava em terceiro com menos de dez voltas. E antes do duelo com Verstappen, a disputa pelo segundo lugar com Pérez foi de encher os olhos.

Falando no holandês, o confronto direto com ele também foi grande. Inclusive, contou com um incidente que gerou diversas opiniões: o piloto da Red Bull colocando o da Mercedes para fora da pista. Mas, ainda assim, Hamilton se levantou. A disputa durou até a volta 59, quando o inglês assumiu a dianteira e não largou mais.

A vitória de Hamilton, por si só, já foi memorável. Mas, quando ele pegou a bandeira brasileira, resgatou a memória de Senna, emocionando quem pôde ver o brasileiro em pista e fazendo quem não o viu ter uma sensação parecida. E o significado desse gesto vai além: ‘Luís’ também resgatou o orgulho da nossa bandeira e de suas cores, que se perdeu devido ao ambiente político dos últimos anos. 

O circuito de Interlagos sempre proporciona boas corridas na Fórmula 1, mas o que pudemos ver nesse domingo superou muitas expectativas. O sentimento que fica é que muitos de nós estamos felizes por poder contar para as próximas gerações que vimos essa corrida. Em um dos melhores fins de semana da carreira, Hamilton superou os desafios de um GP que poderia ter deixado Verstappen com uma mão e meia na taça.

Still Lewis Hamilton rises.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui