Guia da Stock Car está de volta, desta vez para venda ao público

Publicação que é referência da categoria será oferecida também aos fãs

O Guia da Stock Car vai voltar a circular. Com cerca de 700 páginas impressas em cores e com dados das mais de 500 corridas e dos carros da mais tradicional categoria do automobilismo brasileiro, o Guia estará de volta em 2022 para atender profissionais ligados diretamente à Stock Car.

Desta vez, porém, o alcance será ampliado também para os fãs do esporte a motor, que poderão adquirir o Guia da Stock Car e acompanhar os dados detalhados das mais de 40 temporadas.

De autoria do jornalista Milton Alves, o Guia também apresenta o perfil de todos os pilotos que participaram das provas.

“Depois de três edições que se esgotaram, nosso objetivo é devolver os dados corretos a todos os que acompanham, escrevem, narram e informam sobre as corridas da Stock Car. Agora, em vez de somente repassar esses números aos profissionais de imprensa, também queremos levar essas preciosas informações a todos os fãs do esporte a motor e para isso também o colocaremos à venda, a quem se interessar em possuir, esta verdadeira enciclopédia da categoria”, explica Alves.

O Guia contém os resultados com tempos finais, marcas das melhores voltas e poles positions das corridas realizadas desde 1979, em sua primeira prova em Tarumã, até os dias de hoje, com declarações de todos os campeões.

Nos perfis de cada um, onde estão dados como dia, mês, ano e cidade e Estado de nascimento/morte, consta também o número e cada etapa realizada por eles, vitórias, melhores voltas e poles de cada piloto, tudo atualizado até a última corrida da última temporada.

“Neste tempo em que deixou de circular, muitos jornalistas me procuraram, pedindo dados ou tentando confirmar alguns pontos da carreira na Stock Car de determinados pilotos e isso evidencia a necessidade de o Guia voltar a circular, agora de forma mais abrangente atingindo também os fãs. Queremos levar a história da Stock Car para todos“, disse Milton Alves.

O Guia da Stock Car consumiu sete anos de levantamento de dados e contou com a colaboração de diversas pessoas.

O mais direto deles foi o historiador Napoleão Ribeiro, que tem arquivados os dados de dezenas de corridas da categoria, desde as primeiras, e se tornou importantíssimo para o início desta coleta das informações.

Durante esse tempo de pesquisa, empoeirados e abandonados arquivos mortos de donos de equipes foram revirados em busca de resultados, pilotos, clubes e federações foram contatados e repassaram detalhes que auxiliaram a formatar o Guia da Stock Car.

Sem todos eles, seria impossível esse resgate inédito em termos de Brasil.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui