HomeCategorias InternacionaisFórmula 1F1: Ferrari confirma saída de Mattia Binotto

F1: Ferrari confirma saída de Mattia Binotto

Após garantir o vice-campeonato de construtores, chefe de equipe teria entregue a carta de demissão, aceita pelo Ferrari

PUBLICIDADE

Chegou ao fim a parceria entre a Ferrari a Mattia Binotto. Nesta terça-feira (29), a equipe divulgou um comunicado anunciando que o dirigente fica somente até o final do ano, deixando o time após 28 anos de serviços prestados.

“Com o lamento que isso traz, decidir concluir minha colaboração com a Ferrari. Estou saindo de uma companhia que amo, que fiz parte por 28 anos, com a serenidade que vem da convicção de que fiz todo esforço possível para atingir os objetivos determinados”, declarou Binotto.

“Deixo uma equipe unida e em crescimento. Um time forte, pronto para atingir os objetivos mais altos, tenho certeza. Por isso, desejo a eles o melhor para o futuro. Acho que é o certo neste momento, por mais que tenha sido uma decisão difícil para mim. Quero agradecer a todos na Gestione Sportiva que dividiram essa jornada comigo, uma jornada difícil, mas satisfatória”, completou.

Binotto sai da Ferrari após uma temporada muito irregular. Depois de iniciar o ano apresentando o melhor carro, as estratégias questionáveis, a falta de confiabilidade e a virada de jogo da Red Bull, jogaram o time italiano a mero coadjuvante na briga pelo título, que ficou com Max Verstappen e o time taurino.

Os rumores dão conta que o próprio Binotto percebeu que não tinha mais o apoio por parte do presidente da Ferrari, John Elkann, entregando sua carta de demissão logo após garantir o vice-campeonato de construtores. Além do mandatário, o staff de Charles Leclerc é partidário por uma mudança de chefe de equipe e teria sugerido Frederik Vasseur, chefe da Alfa Romeo, que surge como favorito ao cargo em 2023.

“Quero agradecer ao Mattia por suas muitas contribuições ao longo de 28 anos com a Ferrari e, particularmente, por liderar a equipe novamente à uma posição de competitividade ao longo deste último ano. Como resultado, estamos em uma forte posição para renovar nosso desafio, acima de tudo por nossos incríveis fãs ao redor do mundo, para vencer o maior prêmio do esporte a motor. Todos aqui na Scuderia e a comunidade da Ferrari desejam o melhor para Mattia no futuro”, finalizou Benedetto Vigna, CEO da Ferrari.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia mais